Cirurgia Bariátrica

Cirurgia bariátrica promove melhor saúde sexual, revela estudo

A cirurgia bariátrica pode melhorar a saúde sexual dos pacientes submetidos ao procedimento, revela um estudo apresentado na Obesity Week, encontro anual realizado pela American Society for Metabolic and Bariatric Surgery (Sociedade Americana para Cirurgias Metabólicas e Bariátricas, na tradução literal) e pela The Obesity Society (Sociedade da Obesidade, também em tradução literal).

Os estudos revelaram que os efeitos benéficos da cirurgia bariátrica para a vida sexual dos pacientes podem ser de longo prazo tanto para homens quanto para mulheres.

Para realizar a pesquisa, duas mil pessoas foram abordadas sobre suas vidas sexuais depois de cinco anos de cirurgia bariátrica.

Um ano depois do procedimento, os pacientes demonstram mais apetite e desejo sexual e mais satisfação com suas performances, além de menos limitações relacionadas à saúde durante o sexo, revelou o estudo.

O estudo revelou, ainda, que depois de cinco anos pós-cirurgia, 52% das mulheres e 58% dos homens mantém relações sexuais muito mais satisfatórias do que 31% e 28% daqueles que ainda não realizaram o procedimento, respectivamente.

Para emagrecer, bastam escolhas certas

Quem está comprometido com uma dieta saudável todos os dias para emagrecer enfrenta um grande dilema quando chega o final de semana: o que eu posso comer de diferente? Mas essa é uma dificuldade que deve ser encarada com a mesma disciplina exigida pelos dias de semana.

Farida Cortez, nutricionista responsável pelo acompanhamento de pacientes bariátricos, diz que a resposta para a pergunta acima é simples: comer do mesmo jeito que se come durante a semana.

“As fases do emagrecimento envolvem privação (onde ocorre maior redução de peso), liberação (introdução de novos alimentos depois de concluída a primeira fase), manutenção da dieta (meta atingida e liberação gradativa e ainda maior de alimentos) e manutenção do peso (a alimentação controlada e a reorganização do organismo frente ao novo modelo de alimentação leva anos para se consolidar)”, explica.

De acordo com Farida, o problema está no fato de que as pessoas não completam a primeira fase da dieta porque ficam acomodadas antes mesmo de atingir o objetivo. “É comum os pacientes desistirem e recomeçarem várias vezes porque não se permitem passar pelo processo inteiro”, alerta a nutricionista.

Por isso, pense bem antes de abusar no fim de semana!