Como ter hábitos alimentares mais saudáveis, de acordo com a OMS

Dietas e hábitos alimentares são comumente pesquisados na internet por pessoas que procuram perder peso sem qualquer consulta prévia a um profissional especializado. As pautas são muitas e, infelizmente, com frequência as fontes e matérias encontradas na rede são bastante divergentes.

Se você pretende saber de fato como se alimentar bem, deve procurar um nutrólogo, nutricionista ou um médico com a devida especialidade para orientá-lo, de acordo com as suas características individuais.

No entanto, O Ministério da Saúde possui um Guia Alimentar para a População Brasileira que pode direcionar com bastante propriedade os hábitos alimentares mais saudáveis para você.

O documento, que teve sua segunda edição lançada em 2014, e tem como base informações da Organização Mundial da saúde (OMS), traz recomendações de acordo com o cenário de nutrição e saúde do território nacional.

Uma alimentação adequada e variada previne deficiências nutricionais, diminui a ação dos radicais livres, reduz as chances de aparecimento de doenças e mantém as enfermidades crônicas sob controle. Ou seja, comer bem fortalece nosso sistema imunológico e permite o bom funcionamento do nosso intestino e das reações que ocorrem em nosso corpo, promovendo saúde e bem-estar.

Nesse sentido, é possível também encontrar no Guia Alimentar para a População Brasileira esclarecimentos e alertas em relação aos perigos de uma má alimentação. O documento ainda revela de que maneira cada tipo de alimento age e é aproveitado pelo nosso organismo.

Acesse o link para baixar o Guia Alimentar para a População Brasileira: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira.pdf

DEZ PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO ADEQUADA E SAUDÁVEL

Veja, de acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, dez passos para uma alimentação adequada e saudável:

– Fazer de alimentos in natura ou minimamente processados a base da alimentação
– Utilizar óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias
– Limitar o consumo de alimentos processados
– Evitar o consumo de alimentos ultra processados
– Comer com regularidade e atenção, em ambientes apropriados e, sempre que possível, com companhia
– Fazer compras em locais que ofertem variedades de alimentos in natura ou minimamente processados
– Desenvolver, exercitar e partilhar habilidades culinárias
– Planejar o uso do tempo para dar à alimentação o espaço que ela merece
– Dar preferência, quando fora de casa, a locais que servem refeições feitas na hora
– Ser crítico quanto a informações, orientações e mensagens sobre alimentação veiculadas em propagandas comerciais

cirurgia-bariatrica-curitiba-alimetacao-saudavel

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *